Ensinar Matemática com Jogos | Entrevista com o CEO da Plataforma Matific, Dennis Szyller

“A Matific estabelece uma dinâmica engajadora, auxilia na compreensão de conceitos matemáticos, alguns dos quais são de difícil transposição didática. Requer que o aluno interaja com o conteúdo colocando o aluno como centro da aprendizagem”, afirmou o educador Diego da Mata, com ampla experiência em educação. Diego aponta diversos benefícios no uso da plataforma: ter uma linguagem de fácil acesso para as crianças, possibilitar a personalização do ensino, sendo adequada ao ritmo de aprendizagem de cada um e a plataforma estabelece uma cultura positiva de aprendizagem da matemática, tornando o processo de aprendizado mais tranquilo e divertido onde se pode exercitar diferentes habilidades como refletir, observar, comparar, inferir, dentre outras.

Por trás da plataforma, produzindo conteúdo há anos para mais de 40 países, o Dennis Szyller tem como objetivo “contribuir com a educação usando a tecnologia para tentar democratizar o acesso ao ensino e aprendizagem de qualidade”.

Diante do cenário da pandemia o Lar, assim como todas as outras instituições de ensino, teve o desafio de criar conteúdos e adaptar todo o contato entre educador e alunos para o mundo virtual nos últimos 7 meses. Diferente desse cenário de adaptação, a Matific foi criada para o ambiente digital e por isso a relação com a tecnologia é bem diferente.

Nessa entrevista com o Dennis, foi possível entender melhor o que está por trás da plataforma, o papel do professor, que nas palavras do CEO, foram os heróis na pandemia, depois dos profissionais de saúde.

Qual é a sua relação com o Lar das Crianças?

Eu fui uma criança do Lar nos anos 90, na época o Lar era internato, fiquei por volta de um ano, quando o público ainda era voltado para as crianças judias. Quando eu comecei essa trajetória de levar a tecnologia israelense focada no ensino-aprendizagem de matemática para crianças dos anos iniciais, eu fiquei próximo do Consulado Israelense, a consulesa me indicou o Lar das Crianças para fazer parceria e me apresentou a Luciana Mautner, diretora do Lar na época. Foi assim que retomei o contato fui visitar o Lar, me ofereci para ser voluntário junto com o acesso da plataforma para todas as crianças atendidas.

O que é a Matific?

A Matific é uma plataforma de jogos para o ensino-aprendizagem de matemática para crianças de 4 até 12 anos de idade. Nos termos da escola, vai da educação infantil até o sexto ano. Basicamente a criança terá tudo aquilo que ela precisa aprender em relação a matemática dentro do que é esperado pela BNCC (Base Nacional Comum Curricular), mas entregamos o conteúdo através de jogos e a ideia é que a criança se envolva e trabalhe a matemática de forma mais significativa.

Quanto tempo é preciso usar a plataforma por dia? A criança vai ficar muito tempo na tela?

A Matific tem um foco muito grande na aprendizagem, não somos uma plataforma de jogo para a criança passar o tempo. Para aluno na sala de aula é uma plataforma de jogos, mas que é feita por especialistas da matemáticos, tecnologia e pedagogos. Todos os detalhes tem um motivo por trás, a cada parte do jogo a criança é levada a desenvolver uma habilidade. A gente não quer que ela passe o dia inteiro fazendo Matific, basta usar de 15 a 30 minutos. Esse tempo está ótimo.

Na prática, como a plataforma funciona?

A plataforma oferece à criança situações que ela pode aprender por conta própria. Ou seja, ela vai ter mais autonomia, não dependerá apenas do professor para ensinar algo, nem precisará saber daquele conteúdo anteriormente para executar e chegar no resposta certa. No ambiente da Matific ela poderá aprender algo novo e desenvolver essas habilidades através de situações cotidianas que façam sentido para ela. A pergunta que se faz a professora “Por que que eu estou fazendo isso?” deixa existir, porque o conteúdo faz parte da vida da criança. Além disso, na plataforma, a gente lida com o erro de forma muito natural e está sempre estimulando a seguir em frente.

Como esse aprendizado mais autônomo poderá colaborar na formação educacional?

A nossa proposta é desenvolver nas crianças a resolução de problemas através de habilidades e competências que elas vão precisar cada vez mais no futuro. Hoje, vivemos um momento que não sabemos quais serão as profissões do futuro. Aprender a preparar nossos alunos para desenvolver habilidades socioemocionais, resolução de problemas matemáticos é importante porque elas vão precisar disso. Um dos nossos fundadores que é educador diz uma coisa “as pessoas agora estão tentando prever o futuro, isso é sempre muito difícil, mas uma coisa a gente tem certeza, a gente vai precisar muito de programadores, empreendedores, cientistas, e a matemática é a base de tudo isso”.

Como a tecnologia pode democratizar o acesso à educação?

Nós conseguimos democratizar o acesso através da tecnologia. No Brasil temos 40 milhões de alunos no ensino básico. Hoje o ensino de qualidade ainda está restrito a escolas privadas que conseguem, por terem investimento, oferecer para os seus alunos uma educação de alto nível. A grande maioria das escolas infelizmente não tem essa oportunidade, então a gente acredita que a tecnologia pode ser nossa grande aliada para democratizar o acesso ao conhecimento.

A Matific foi criada para ir par o mundo e sempre soubemos que em países emergentes teríamos problemas com aparelhos, conectividade, internet. Ela está projetada para ser o mais eficiente possível. Então, a gente tenta utilizar o mínimo de dados quando está conectado a internet, pois podem ter vários alunos utilizando a mesma rede. Trouxemos a opção do conteúdo ser baixado quando o aluno tem conexão e depois poder ser usar offline.

Como a educação digital foi influenciada pela pandemia de Covid-19?

A Covid trouxe um avanço no uso de tecnologias educacionais. Obviamente, não queria que isso tivesse acontecido, porque os danos foram muito grande para a população. Algo de bom vai sair de tudo isso para educação que é essa celebração na área de tecnologia. Nós tiramos o chapéu para os professores, eu diria que ao lado dos profissionais de saúde, eles foram de extrema importância na pandemia. Eu acho que os pais nunca valorizaram tantos professores como agora, porque os viram ali ao lado dos filhos diariamente ajudando.

Qual é o papel do professor?

O professor é o ator principal na sala de aula. Nós somos uma ferramenta, um aliado para o professor, é ele quem conduz. O aluno nesse ambiente passa a ter mais protagonismo e o professor é o facilitador desse processo. Não podemos mais encarar o professor como a pessoa que detém todo o conhecimento do mundo na cabeça e simplesmente transfere para um aluno que recebe e aprende.

Quais são as novidades da Plataforma?

Em breve vai ter um espaço para os pais acompanharem os estudos dos filhos. Para os professores, nós estamos constantemente trazendo novidades. Em breve, os professores terão o Planejamento Didático, uma ferramenta que vai permitir o professor já planejar o ano inteiro em 50 minutos, através da BNCC. Facilitando para o educador a incluir os objetivos que quer atingir na plataforma, acompanhar e fazer os ajustes conforme as necessidades.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *